quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Eletrolipólise (Eletrolipoforese)



A eletrolipólise também chamada de eletrolipoforese é uma técnica destinada ao tratamento das adiposidades e acúmulo de ácidos graxos localizados. Caracteriza-se pela aplicação de micro corrente específica que atua diretamente no nível dos adipócitos e dos lipídios acumulados produzindo sua destruição e favorecendo sua posterior eliminação.

Atua no nível do tecido adiposo, produzindo sua destruição e eliminação. O campo elétrico que se origina entre os eletrodos, provoca a nível local, uma série de modificações fisiológicas que são responsáveis pelo fenômeno da eletrolipólise.

Método de Aplicação:

A Eletrolipólise tem duas formas de aplicação, levando-se em conta as seguintes precauções iniciais:
  • A pele deve estar íntegra, sem lesões cutâneas, observando-se ainda que a paciente não deve ter feito nenhum procedimento esfoliativo prévio, tal como depilação por cera;
  •  A região não pode ter tumorações;
  •   A pele deve estar sem cremes ou produtos;
  • Pacientes que façam uso prolongado de corticóides e progesterona;
  •  Pacientes que tenham doenças uterinas como fibromas.

Método com Agulhas: Os eletrodos são agulhas de acupuntura descartável no tecido subcutâneo, a fim de servirem como condutoras da corrente elétrica que irá estimular a lipólise.




As sessões podem ser semanais, com um mínimo de 6, podendo alcançar até 10, devendo-se levar em conta que os efeitos se prolongam durante umas semanas a mais, sendo que para julgar os resultados se espera até 45 dias após o fim do tratamento. É sugerida uma aplicação por semana, os resultados tornam-se mais significativos após a 3ª sessão.


Método sem agulhas: Esta aplicação é feita por elétrodos de silicone com gel condutivo, dispondo em regiões de acumulo de gordura.  




As sessões podem ser realizadas de 2 a 3 vezes por semana, dependendo do estágio da paciente, variando o número de sessões de 20 a 30 sessões.


Tratamento: A sessão dura em torno de 1 hora, após o procedimento costuma-se aplicar algum tratamento complementar como: estímulo muscular, drenagem linfática, corrente russa, massagem redutora, entre outros, de acordo com as necessidades de cada paciente. etc. Quase sempre é somado ao tratamento uma dieta hipocalórica e hidrosalina controlada para favorecer a saída de água intracelular. 

Antes de iniciar o tratamento, a paciente é submetida à avaliação fisioterapêutica.



INDICAÇÕES:
  • Gordura Localizada;
  • Celulite;
  • Pós operatório de lipoaspiração, como complemento da cirurgia. 


CONTRA-INDICAÇÕES:
  • Lesões de pele;
  • Tumores malignos;
  • Pacientes em tratamento com corticóides e progesterona prolongados;
  • Pacientes com mioma uterino;
  • Pacientes com implantes metálicos na área a ser tratada;
  • Gravidez.

ELETROLIPOFORESE FUNCIONA?

O tratamento já vem sendo utilizado há algum tempo, e são inúmeros os relatos de sucesso. No entanto, nada acontece como um passe de mágica. A pessoa precisa se ajudar e se cuidar para os resultados aparecerem.







Nenhum comentário:

Postar um comentário